OUTUBRO ROSA - PARTE 2



         Olá minhas rosas queridas, e meus cravos também !!!!
           
           No post de hoje vamos voltar a falar do câncer de mama,apoiando essa maravilhosa causa. 

Hoje vamos analisar quais os tratamentos e as recomendações médicas.  Não estamos livres de um dia sermos diagnosticadas com o câncer, mas podemos estar informadas sobre o assunto. Então vamos lá: 

QUAL TRATAMENTO? 

As formas de tratamento variam conforme o tipo e o estadiamento do câncer. Os mais indicados são: quimioterapia (uso de medicamentos para matar as células malignas), radioterapia (radiação), hormonoterapia (medicação que bloqueia a ação dos hormônios femininos) e cirurgia, que pode incluir a remoção do tumor ou mastectomia (retirada completa da mama).
O tratamento pode, ainda, incluir a combinação de dois ou mais recursos terapêuticos.
RECOMENDAÇÕES: 
* Faça o autoexame das mamas mensalmente, de preferência no 7º ou 8º dias após o início da menstruação, se você é mulher e tem mais de 20 anos, pois cerca de 90% dos tumores  são detectados pela própria paciente;
* Procure o médico para submeter-se ao exame das mamas a cada 2 ou 3 anos, se está entre 20 e 40 anos; acima dos 40 anos, realize o exame anualmente;
* Não se esqueça de que a mamografia deve ser realizada todos os anos;
* Atenção: embora menos comum, o câncer de mama também pode atingir os homens. Portanto, especialmente depois dos 50 anos, eles não podem desconsiderar sinais da doença como nódulo não doloroso abaixo da aréola, retração de tecidos, ulceração e presença de líquido nos mamilos.
(Essas informações foram retiradas do site Dr. Drauzio Varella) 
     Esse assunto requer muita atenção de nossa parte. Buscamos sempre o bem estar nosso e de nossa família, mas quando nos vemos diante de uma situação dessa podemos nos desesperar. Sempre acreditamos que isso jamais acontecerá com alguém próximo de nossa família, mas " o imprevisto sobrem a todos". Por isso falem do assunto, a colegas de escola, trabalho, fale a sua família. Não deixe esse assunto para depois, pois pode ser tarde demais. 






Nenhum comentário:

Editado por: Priscila Meneses . Tecnologia do Blogger.